Fórum Habbosal

Habbo, Games, Tecnologias, etc.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

#1
 Skylake


Moderador Global
Moderador Global
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Ilustração da sonda Juno em Júpiter. Crédito: NASA/JPL-Caltech.

Após uma viagem de quase cinco anos até ao maior planeta do Sistema Solar , a sonda Juno, da NASA , entrou com sucesso na órbita de Júpiter através de uma manobra de 35 minutos. A confirmação de que a manobra havia sido concluída com sucesso foi recebida na Terra às 20:53, hora da Califórnia, do dia 4 de julho – 04:53 do dia 5 de julho em Portugal.

"O Dia da Independência é sempre um dia de festa, mas hoje podemos acrescentar ao aniversário da América outra razão para celebrar - Juno está em Júpiter," disse Charlie Bolden, administrador da NASA. “Com Juno, iremos investigar o que ainda não sabemos sobre as fortes cinturas de radiação de Júpiter, para conhecermos melhor não apenas o interior do planeta, mas também a sua formação e a evolução de todo o Sistema Solar."

A confirmação da entrada bem-sucedida na órbita de Júpiter foi recebida em dados de rastreamento de Juno monitorizados no JPL (Jet Propulsion Laboratory), da NASA, em Pasadena, Califórnia, e também pelo centro de operações Juno da Lockheed Martin em Littleton, Colorado. A telemetria e os dados de rastreamento foram recebidos pelas antenas Deep Space Network, da NASA, em Goldstone, Califórnia, e Camberra, Austrália.

"Esta foi a única vez em que não me importei de ficar fechado numa sala sem janelas na noite do 4 de julho," disse Scott Bolton, investigador principal da Juno, do Southwest Research Institute, em San Antonio. "A equipa da missão realizou um grande trabalho. A sonda espacial também. Sentimo-nos em grande forma. É um grande dia."

Os eventos que antecederam a manobra de inserção orbital incluíram apontar o principal motor da sonda na direção certa e aumentar depois a rotação da sonda de 2 para 5 rotações por minuto, para ajudar a estabilizá-la.

A manobra teve início às 20:18 (hora da Califórnia), reduzindo a velocidade da sonda 542 metros por segundo e permitindo que ela fosse capturada pela órbita de Júpiter. Logo após a conclusão da manobra, Juno orientou-se de modo a que os raios solares pudessem voltar a atingir as 18698 células solares individuais que lhe fornecem a energia.

"A sonda funcionou perfeitamente, o que é excelente quando estamos a conduzir um veículo já com 2,7 mil milhões de quilómetros no hodómetro," disse Rick Nybakken, um dos responsáveis da missão, do JPL. "A entrada na órbita de Júpiter foi um grande passo e o maior desafio da nossa missão, mas há outros que ainda teremos de dar antes que possamos entregar à equipa científica a missão que deseja."

Ao longo dos próximos meses, as equipas da missão Juno irão realizar testes finais em subsistemas da sonda, calibração final dos instrumentos científicos e alguma recolha da dados.

"A fase oficial da recolha de dados científicos começa em outubro, mas descobrimos uma forma de recolhermos dados mais cedo," disse Bolton. "E uma vez que estamos a falar do maior corpo planetário do Sistema Solar, isto é uma coisa muito boa. Há muito para ver e fazer a este respeito."

O principal objetivo de Juno é compreender a origem e a evolução de Júpiter. Com um conjunto de nove instrumentos científicos, Juno irá investigar a existência de um núcleo planetário sólido, mapear o intenso campo magnético de Júpiter, medir a quantidade de água e amónia nas profundezas da atmosfera e observar as auroras do planeta. A missão irá também permitir avanços no conhecimento sobre a formação dos planetas gigantes e sobre o papel desempenhado por estes titãs na ligação do resto do Sistema Solar. Como principal exemplo de um planeta gigante no nosso sistema, Júpiter poderá também fornecer dados fundamentais para a compreensão dos sistemas planetários descobertos em torno de outras estrelas .

A sonda Juno foi lançada a 5 de agosto de 2011 em Cabo Canaveral, na Flórida.


Fonte
Portal do Astrónomo









Ver perfil do usuário http://habbosal.forumeiros.com

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum